ホーム | 特集 | MENSAGEM – Keniti Mizuno, presidente do Nikkey Clube de Marília

MENSAGEM – Keniti Mizuno, presidente do Nikkey Clube de Marília

水野会長写真Há 110 anos, o navio Kasato Maru aportou em Santos com os primeiros 781 imigrantes japoneses.
A comunidade nipo-brasileira com mais de um milhão de descendentes no país, é considerada hoje como a maior população de origem japonesa fora do Japão.
No decorrer desta história muitas lutas foram travadas. A dedicação desses pioneiros nas lavouras de café, algodão, nos desbravamentos de terras, permitiu a conquista de seu espaço dentro da sociedade brasileira. Marília possui em torno de 230.000 habitantes, e dentre eles, cerca de 2.500 famílias são de japoneses e descendentes.
Dentre os nikkeis que se destacaram em Marília, temos:
– Diogo Nomura, duas vezes Deputado Federal,
– Dr. Akira Nakadaira, precursor da videoendoscopia no Brasil,
– Dr. Roberto Mizubuchi, com a introdução da cirurgia artroscópica,
– Tetsuo Okamoto, primeiro atleta olímpico a conquistar uma medalha de bronze para o Brasil, em natação, nos Jogos de 1952.
Embora mais de um século tenha se passado desde a chegada da primeira geração de imigrantes, a cultura milenar japonesa continua sendo preservada.
A realização do tradicional Undokai (gincana esportiva), Bon Odori (danças folclóricas do Dia de Finados) perpetuam a cultura da Terra do Sol Nascente.
O Japan Fest é o maior evento da colônia japonesa mariliense, com o objetivo de manter e divulgar a tradição da cultura japonesa, onde participam 13 entidades filantrópicas e mais de 700 voluntários, tendo o apoio dos órgãos governamentais do município e do estado de São Paulo.
A culinária japonesa, como o sushi e sashimi, muito apreciada pelos nikkeis, já conquistou também o paladar dos brasileiros. O animado karaokê, as aulas de Artes Marciais, a delicada arte da dobradura conhecida como origami e os harmoniosos arranjos florais, ikebana, são alguns exemplos que estão incorporados à cultura mariliense.
Os imigrantes japoneses que aqui chegaram, geraram empregos à população através de suas empresas. Destacam-se a Indústria Ikeda, implementos agrícolas, Sasazaki, portas e janelas, Shoyu Maruyama, de molho de soja e Granja Shintaku. Importante ressaltar também o centro comercial da cidade com diversos estabelecimentos sob a direção de nikkeis.
Com o apoio de órgãos governamentais, a Associação Cultural e Esportiva Nikkey Clube de Marília, fortalece os laços de amizade entre Brasil e Japão, desenvolvendo várias atividades como gatebol, tênis campo, mallet, judô, tênis de mesa, taiko, aulas de língua japonesa, etc., destacando-se principalmente a atuação em beisebol e softbol.
Marília é cidade-irmã de Hiroshima, no Japão, e, também, há a possibilidade de se consolidar mais um tratado de irmandade com o município de Oizumisano, como sendo a segunda cidade-irmã.
No ano em que comemoramos os 110 anos de imigração japonesa, Sua Alteza, princesa Mako, representando a Família Imperial do Japão, participará das festividades no Brasil. No dia 22 de julho, Marília estará recebendo a ilustre visita da princesa. Este marco histórico será eternamente registrado na memória de todos os presentes, imigrantes e seus descendentes, não somente pela sua presença, mas, pelo legado de bons exemplos que a rica cultura japonesa deixou para a sociedade brasileira, de respeito pelo trabalho, educação, honestidade e ética. Bem-vinda, Princesa Mako!

image_print

こちらの記事もどうぞ